sábado, fevereiro 24, 2024
spot_img
HomeNotíciasFamília de Maricá pede ajuda para salvar criança afetada por doença rara

Família de Maricá pede ajuda para salvar criança afetada por doença rara

Aos 6 anos, Maria Flor Dantas enfrenta uma batalha desafiadora contra o glioma pontino intrínseco difuso (DIPG), um câncer maligno letal que atinge exclusivamente crianças. O diagnóstico foi recebido no final do ano passado, e desde então, a pequena passou por 30 sessões de radioterapia, que, até agosto, apresentaram melhorias significativas. Residente em Maricá, Maria Flor foi submetida a avaliações de médicos particulares e profissionais do Instituto Estadual do Cérebro Paulo Niemeyer (IECPN), segundo compartilhado por seus pais, Stanley Silva e Juliana Dantas.

“No mês de agosto, os sintomas retornaram e o tumor voltou a crescer. Diante dessa situação, decidimos buscar ajuda nos Estados Unidos, onde há um estudo de fase três que oferece esperança.”, disse a mãe.

Stanley e Juliana, pais de João Artur e Helena, estão enfrentando o desafio de cobrir as despesas médicas de sua filha Maria Flor, que está em Miami, nos Estados Unidos, para participar de um estudo avançado sobre o glioma pontino intrínseco difuso (DIPG). A família busca arrecadar uma quantia entre R$ 800 mil e R$ 1 milhão para custear esse tratamento.

“No mês de agosto, os sintomas retornaram e o tumor voltou a crescer. Diante dessa situação, decidimos buscar ajuda nos Estados Unidos, onde há um estudo de fase três que oferece esperança”, conta Juliana Dantas

Juliana explica que o casal terá que ficar cerca de 30 dias em Miami para acompanhar as consultas médicas de sua filha. Após esse período, um dos pais precisará retornar pessoalmente ao país para adquirir o medicamento. Ela esclarece que, devido às restrições, o fármaco não pode ser entregue a terceiros, mesmo com procuração, a fim de evitar qualquer risco de extravio ou tráfico de medicamentos.

“Estamos humildemente pedindo ajuda financeira. Qualquer contribuição, por menor que seja, fará uma diferença enorme para nossa família e para a Maria Flor. Pedimos encarecidamente que compartilhem esta mensagem com seus amigos, familiares e todas as pessoas que possam ajudar de alguma forma. Unidos, podemos dar à nossa Maria Flor a chance de lutar e vencer essa batalha pela vida”, disse a mãe.

Com o intuito de apoiar na divulgação da campanha para o tratamento, os comerciantes da cidade de Maricá iniciaram uma arrecadação online para cobrir os custos das passagens, exames e demais despesas relacionadas à viagem de Maria Flor e seus pais aos Estados Unidos. Contribuições podem ser feitas por meio da plataforma Vakinha, via Pix e por depósito em conta corrente. Clique aqui para ajudar.